Em Destaque

O regresso tímido dos canais suspensos em Abril

Os canais de Tv, nomeadamente Zap Viva, Vida Tv e Record Tv África, estão suspensos desde Abril de 2021, por estes estarem a funcionar sem licenças, segundo o Ministério tutelar.

Passados os primeiros 3 meses sem emitir, as direções destes canais tiveram que se reinventar para continuar a emitir os programas para os angolanos.

Segundo a nossa investigação, os canais em questão, observam um processo de regresso tímido, sob pena de perderem os clientes que procuram por serviços de publicidades nestes meios, numa altura em que o Ministro das Telecomunicações e comunicação social, Manuel Homem, disse que o processo da legalização dos meios decorre a bom ritmo.

ZAP VIVA

O canal Viva, considerado um dos melhores canis de tv em Angola, tem na sua grelha de programação, conteúdos para todas as idades e gêneros. Para garantir a continuidade dos serviços, a Zap viva passou temporariamente a chamar-se “ZAP VIVA INTERNACIONAL”, emitindo exclusivamente para Portugal e Moçambique, enquanto que, para os serviços comerciais, foram distribuídos nos canais vizinhos, como Zap Novelas e Blast.

Uma das grandes novidades deste novo normal dos canais, enquanto aguardam pelo sinal do MINTICS, foi a transferência do programa BAI DANÇA COM RITMO, para o canal Zap Novelas, uma vez que o conteúdo do concurso é 100% angolano e virado para a programação local.

RECORD TV ÁFRICA

A retirada do ar do canal Record Tv África, permitiu que a direcção fosse trocada e assumida por um jornalista angolano, Simeão Mundula. 3 meses depois, o canal teria igualmente optado por uma estratégia de continuidade, que consiste na abertura de um novo canal com o nome “MY CHANEL ÁFRICA”, uma transferência da programação anteriormente emitida na Record Tv África.

A ideia da criação deste canal, é de continuar a produzir conteúdos para o seu público em Angola, porém, com uma redução na grelha de programas nacionais, ou seja, sem conteúdo angolano, mantendo apenas a programação brasileira, continuando com os comerciais.

VIDA TV

Suspenso desde Abril, a Vida tV, com cerca de mais de 300 funcionários, optou igualmente pela continuidade da sua emissão normal no mercado internacional, particularmente para Moçambique, porém, viu o contrato a ser encerrado pela Multichoice, DSTV, em Junho. com isto, o canal que até então mais jovem de Angola, não mais conseguiu avançar e tem procurado soluções no mercado internacional, e novamente Moçambique surge como a nova alternativa.