Em DestaqueFlash

Cuando Cubango regista cerca de 45 porcento de queda na produção agrícola

As calamidades naturais como a estiagem, inundações e a praga de gafanhotos, destruíram, na Província do Cuando Cubango, cerca de 45% da produção total da campanha agrícola para o ano de 2020 à 2021.

O director do Gabinete provincial da Agricultura, António Pereira Vicente, disse que uma das estratégias montadas pelo governo nesta última fase do ano agrícola é a produção nas zonas baixas.

” Temos terra preparada de forma mecanizada são mais de cinco mil hectáres, a primeira e a segunda época, nós tivemos perda de cerca de quarenta e cinco porcento de produção, devido a estiagem, e também tivemos inundações em alguns lugares, e a praga dos gafanhotos.”

António Pereira Vicente, avançou os insetivos aos camponeses para mitigar os efeitos das camidades Naturais e recuperar a produção perdida.

” Neste momento estamos a trabalhar e vamos organizar a produção hortícola, fundamentalmente, o governo está a fazer a preparação de terras para a terceira época. Fazendo a distribuição de sementes hortícolas, estrume, enxadas, catanas.

O governo da província do Cuando Cubango, prevê adquirir 60 cabeças de gado bovino, que serão destribuídos às famílias camponesas integradas no polo agrícola criada naquela província.

De recordar que, até ao momento apenas as províncias do polo sul de Angola, foram afetadas pelas pragas de gafanhoto como, C. Cubando, Cunene, Huíla, Namíbe e Benguela