Em DestaqueFlash

Ex trabalhadores da Sonangol prometem incluir Família na próxima manifestação

Os trabalhadores de mais de duas dezenas de fábricas da Sonangol, da Zona Económica Especial, estão à espera de novos subsídios e prometem manifestar-se, e a mesma já tem data, que vai ter o seu início na próxima Segunda-feira, 2 de Agosto a prosseguir até ao dia 4 do mesmo Mês, diante da sede da petrolífera. Os antigos trabalhadores das fábricas situadas na Zona Económica Especial (ZEE), ligadas à Sonangol Investimentos Industriais, exigem o pagamento “justo” de indemnizações pela entidade empregadora, depois de essas fábricas terem sido privatizadas.

Em causa está também o pagamento de cerca de quatro anos de atraso, um procedimento definido com base em documentos em posse do sindicato. O porta-voz, Vladmir Piquenino, diz que seus direitos continuam a ser violados.

“ É só para anunciar que o Colectivo de trabalhadores voltará a sair as ruas nos dias 2, 3, 4 do mês de Agosto, devido a ignorância  e má fé dos dirigentes da Sonangol, que durante dois meses pediram-nos que parássemos as manifestações, enquanto decorriam as negociações, até então, a data de ontem, que chegou uma carta com assinatura do PCA alegando situações que não estávam em causa no dia 10 de Junho, onde reunimos a comissão criada por ele para resolver a nossa situação.”

Domingos Santos, o Porta-voz do grupo dos trabalhadores diz que desta vez vão incluir as famílias nas marchas de protesto, o ex-trabalhador da estatal angolana garantiu que as manifestações não vão parar até que os problemas sejam resolvidos.

“ Nós vamos ficar alí de fronte ao edifício a manifestar com as nossas famílias, daqui já não vamos parar com a nossa manifestação até tiver uma solução do nosso processo, enquanro não existir solução, também não vamos parar com a manifestação, assegurou.

De lembrar que, os ex-trabalhadores da Sonangol vão voltar a manifestar apartir da próxima  Segunda-Feira, dia 2 do mês de Agosto, frente ao edifício da Sonangol junto as suas famílias.