Em DestaqueFlash

Restaurantes à beira do Colapso, colocam empregos em perigo

Por: Marta José
O PRIMEIRO

Mais de Dez empresas viram-se obrigados a fechar os seus estabelecimentos devido ao novo decreto que vigora desde o dia 10 do mês em curso, colocando em risco o emprego de muitos angolanos.

Tal facto, segundo apurou O PRIMEIRO, preocupa funcionários e gerentes de vários restaurantes da capital do pais, dentre as dez, duas trabalham apenas com 20% dos funcionários.

     O primeiro, constatou também que, nos últimos dias, os restaurantes, espaços de lazer, e esplanadas encontram-se totalmente secos, com uma movimentação fraca.

Face a esta situação, a nossa equipa falou com o senhor João de Rosário,  gerente do espaço de lazer verde.

‘’ Não adianta manter muita gente aqui e não conseguir pagar, com esta limitação visto que começamos as 12h e fechamos as 18h, é impossível manter os 20 funcionários que o estabelecimento tem.’’ afirmou.

Por sua vez Gaspar António, funcionário Disse:

‘’Vamos morrer de fome em casa, temos família para sustentar e sem trabalho é complicado’’. Lamentou

“Estamos a respeitar o Decreto, para não levar multa, mas com estas medidas não estão à ajudar e duvido que haja restaurantes ou esplanadas que consigam manter-se por muito tempo, nossos clientes normalmente chegam às 17h  ou 18h, é neste horário que somos obrigados a fechar” Disse Tavares Carlos.

Já para Raquel de Rosário, funcionaria há cinco anos, diz que é mãe e pai, por isso, ficar em casa estaria a matar os seus filhos.