LifestyleO Primeiro Brasil

Babu Santana comenta sobre a sua estreia em “SALVE-SE QUEM PUDER”

Desde o término do “BBB20”, Babu Santana não esconde a ansiedade em voltar a trabalhar como actor. A espera chegou ao fim e ele finalmente poderá ser visto em ‘Salve-se Quem Puder’, a partir de hoje, sexta-feira, dia 18. Na trama do Daniel Ortiz, ele será o Nanico, um policia Federal, que é escalado para reforçar a segurança da Alexia (Deborah Secco), Kyra (Vitória Strada) e a Luna (Juliana Paiva) no Programa de Protecção à Testemunha. Estiloso e linha dura, Nanico terá um trailer equipado com câmeras para monitoramento, que ficará estacionado na mesma rua do sobrado da Ermelinda (Grace Gianoukas). É a partir daí que os dois vão aproximar-se.

Apesar de ser um tipo sério e de poucas palavras, Nanico chamará a atenção tanto da Ermelinda quanto da Marlene (Marianna Armellini), que também tentará conquistar o polícia. As paqueras às escondidas entre a Ermelinda e o Nanico, aliás, promete uma série de situações divertidas. “Sou muito fã da Grace, então no início fiquei bastante nervoso, confesso. Foi reconfortante demais entrar na novela, mesmo com o “comboio”’ já andar. Acho que estava com tanta vontade de trabalhar que fui driblando as dificuldades. Sinto-me muito honrado de fazer parte disso”, conta Babu.

O actor recorda a emoção de voltar aos Estúdios Globo para gravar a novela em Outubro do ano passado. “Foi um grande recomeço. Retomar a rotina de decorar textos, estudar, e pisar num ‘set’ novamente. Espero que eu tenha conseguido transferir toda a minha satisfação com este trabalho para quem vai-me assistir agora. O público pode esperar muita diversão e confusão. O Nanico é uma figura! Ninguém pode perder”, avisa.

Entrevista com o Babu Santana

Na época que você estava no ‘BBB 20” já surgiram as notícias de que você seria convidado para fazer a novela. Como aconteceu?
O convite surgiu através do Daniel Ortiz. Uma das coisas que as pessoas mais falavam para mim quando saí da casa é que o Daniel puxou uma torcida muito grande para mim publicamente com o desejo de ter a minha participação na novela. Estou muito feliz por ter dado vida ao Nanico. É a primeira vez na minha vida que tive um autor a torcer por mim (risos). Então fiquei muito feliz em fazer parte do grupo.

O que você sentiu quando foi finalmente convocado para gravar Salve-se Quem Puder?
Eu senti uma felicidade imensa. Uma das minhas maiores preocupações dentro da casa do ‘BBB 20’ era-me manter depois e viver da minha profissão ainda mais no meio de uma pandemia mundial. Foi uma emoção muito grande, comparável talvez com as maiores felicidades que eu tive na vida.

Você precisou ficar confinado para poder participar de cenas com maior contacto físico. Se sim, como foi a experiência?
Não precisei ficar confinado (de novo) não (risos). Deve ser uma experiência estranha. Imagina? Depois do ‘BBB 20’ ter de ficar confinado de novo?

Como foi a sua preparação para viver o Nanico?
Não fiz nenhum trabalho específico de preparação. Eu pesquisei muito sobre o universo da Polícia Federa do Brasil, comportamento e etc. E o Nanico é um indivíduo sério. Eu comecei a pesquisar os elementos através do texto do Daniel… Pela primeira vez eu comecei a ter contacto com o texto quase pronto. Aproveitei a quarentena para esse trabalho mais técnico de pesquisa.

O que mais aprendeu com a personagem?
Ele é um personagem com muito humor. Uma coisa que eu sempre aprendo com os meus personagens é trabalhar com intensidade, com verdade. E sempre dar uma profundidade maior às nuances. As gravações, bem diferentes em função dos protocolos de segurança, foram outra experiência. Uma outra logística em que nós mesmos fazíamos a maquiagem e vestíamos o figurino sem auxílio. Consegui- me virar bem com o nó na gravata do Nanico porque já havia aprendido com os outros personagens.

Se pudesse apontar uma cena ou momento marcante durante as gravações, qual seria?
A minha primeira cena com a Grace (Gianoukas) foi muito fixe. Eu vi no Globoplay os capítulos que tinham sido exibidos antes da pandemia e na época que eu estava no ‘BBB 20’. Revi toda a novela antes de começar a gravar. Então quando eu fui fazer as primeiras cenas foi muito bom o contacto com o pessoal.

Qual o balanço que você faz deste trabalho?
Eu admiro a Grace de muitos anos. Foi um privilégio dividir cenas com ela e com todas as meninas. Reencontrar o Fred (Mayrink, director), ele foi o primeiro director com quem trabalhei na Globo na época do Linha Directa. Esse ano de 2020 foi um ano muito atípico para todo mundo. Mas eu não posso-me queixar.

Há muita curiosidade do público para te ver actuar novamente em novelas após o ‘BBB 20’. Você também sente isso?
Acho muito bom esse carinho do público. Principalmente o pessoal mais jovem, acha que eu comecei ali no ‘BBB 20’ e outras pessoas que já me acompanham há algum tempo. Estou muito ansioso e quero superar as expectativas. Foi um recomeço. Retomar a rotina de decorar textos, estudar e pisar num set novamente. Espero que eu consiga transferir para quem irá-me assistir, todo o prazer que eu tenho em trabalhar actuando.

Qual a importância da participação no ‘BBB 20’ para a sua trajectória como figura pública e actor?
O ‘BBB 20’ superou todas as minhas expectativas. Por que antes era mais um programa, mas virou ‘o’ programa porque me proporcionou uma projecção no Brasil. O grande “Brasil’ não me conhecia. E o “BBB 20”, por ser um programa já tradicional na televisão brasileira e não só, me fez entrar na casa de tantos brasileiros e agora esse mesmo povo poderá acompanhar o meu trabalho na novela. Espero ser representante desse pessoal simples por um bom tempo. Eu amo fazer o que faço. A importância do “BBB” foi ganhar tanto carinho e amor do público. E foi direccionado para mim, não para nenhum personagem. Isso é muito lindo.

O que o público pode esperar do Nanico?
Muita diversão e confusão. O Nanico é um figurino. As pessoas podem esperar um indivíduo sóbrio, sério… Será? (risos). Ninguém pode perder.

“Salve- se Quem Puder” é criada e escrita por Daniel Ortiz com direcção artística de Fred Mayrink e direcção geral de Marcelo Travesso. A novela é exibida todos os dias de segunda ao sábado, às 20 horas e 30 minutos após “A Vida da Gente”, no Globo HD, posição 10 da ZAP. Pode ainda aceder aos conteúdos Globo em Angola através do Globo ON, na posição 72 da mesma plataforma.
Foto Divulgação Globo/ João Miguel Júnior