Espaço Novelas Globo

Profissão Repórter’ mostra como a pandemia modificou a rotina das gestantes


Com o avanço da pandemia no Brasil e no Mundo, muitos tiveram de se adaptar a uma nova realidade pessoal e profissional.
O covid-19, que é altamente perigoso e contagioso, causou sensações de medo e angústia em muitas pessoas, em especial em mulheres que se tornaram gestantes durante os últimos meses.
O ‘Profissão Repórter’ desta terça-feira, dia 20, mostra como as grávidas e parturientes, consideradas “grupo de risco”, estão a lidar com a pandemia: o medo da transmissão e os efeitos negativos causados pelo distanciamento da família num momento tão especial.

Em Março deste ano, a repórter Danielle Zampollo descobriu que estava grávida. O Brasil passava por uma terceira onda do coronavírus e a repórter, que começou a trabalhar a partir de casa, assim que soube da notícia da gestação, começou a conviver com os mesmos medos que milhares de mulheres no Brasil e no mundo estavam a passar durante a pandemia. “Achamos importante discutir como as gestantes estão a lidar com isso tudo. Além da minha própria experiência, conversei com três grávidas, de diferentes realidades, mas que estavam a viver com medos comuns”, afirma Danielle Zampollo.

O programa desta semana apresenta ainda um estudo realizado pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, que ouviu 822 mães de todas as regiões do Brasil. Os dados revelam que 83% das entrevistadas sentiram uma sobrecarga em dividir as atenções do trabalho de casa com os cuidados com os filhos. Além disso, a pesquisa revela que mais de 50% das mulheres apresentam algum sintoma de ansiedade ou depressão durante a pandemia.

O ‘Profissão Repórter’ passa na terça-feira, dia 20, logo após o ‘No Limite’, no Globo HD, às 23 horas e 25 minutos. Pode aceder aos conteúdos Globo em Angola através do Globo HD e Globo On, posições 10 e 72 da ZAP.

Foto Divulgação Globo