Em DestaquePolítica

Chivukuvuku acredita que o MPLA está com medo de perder as eleições gerais de 2022

O Político Abel Epalanga CHIVUKUVUKO, diz que o MPLA tem medo de perder as Eleições Gerais de 2022, com o surgimento da “FRENTE PATRIÓTICA UNIDA”.

Em declarações à RTP ÁFRICA, Chivukuvuko, mostrou-se confiante e acredita que a Frente Patriótica, vai surgir para transmitir confiança ao povo e vai vencer as eleições do próximo ano.

“O problema não existe só na UNITA, nem no Adalberto, o problema é do MPLA, que tem a noção de que vai perder em 2022, é o MPLA, que tem noção de que com a liderança da UNITA, é possível haver alianças comigo e com outras figuras para fazermos a Frente Patriota Unida, e transmitir confiança aos nossos irmãos os nossos compatriotas, e o MPLA, quer inventar histórias mas isso tudo não vai funcionar, a “FRENTE PATRIÓTICA UNIDA”, vai surgir vai transmitir confiança, vai vencer em 2022 e vamos fazer um governo sério.”

Ao ser questionado sobre o seu lugar na Frente Patriótica, Abel Chivukuvuko, disse que tem uma clara noção de que ele tem que passar em frente.

” Nós temos uma visão de que o mais importante não são os títulos nem as posições, o mais importante é servirmos Angola, e nas circunstâncias actuais foi preciso fazer sacrifício, eu tenho a clara noção de que a expectativa de muita gente é de que Abel, tem que passar em frente. Tenho noção de que muitos dos actos desenvolvidos pelo MPLA, por via do Tribunal, Como Constitucional, para tentar me barrar é porque pensavam que o Abel quer ser o número um. Mas para mim o mais importante é Angola, são os angolanos, por isso é que o PRA-JA, era “PRA-JA-Servir Angola”, e para servir não importa os títulos”, referiu, o político.