Em DestaqueFlashPolítica

Enchentes nas paragens com os dias contados

Luandenses são agraciados com 123 novos autocarros que poderão responder as necessidades de quem cedo madruga e tarde regressa, acabando assim, com as assustadoras filas indianas intermináveis registadas nas paragens que crescem dia pois dias em tempo de pandemia.

Segundo Clélio António morador do bairro Benfica, ao falar para O PRIMEIRO, relatou as dificuldades que este tem enfrentado para pegar um transporte público.

O também funcionário público, disse que chega às 07h15 na paragem de táxi, e só parte ao seu local de trabalho às 09horas, porque cada autocarro em média dura 45minutos à 1hora para chegar à paragem.

“Para subir no autocarro há auténticos empurrões não respeitando o distanciamento entre as pessoas.” Denunciou.

O mesmo acrescentou que não tem opção a não ser pegar transportes públicos, devido o momento sensível da crise que o País enfrenta.

“Entretanto preciso fazer poupança, eis o motivo para sugeitar tamanha aglomeração” lamentou.

Arlinda da Cunha trabalhadora domestica do bairro Gamek a direita, disse que tem atrasado todos os dias por causa do factor enchetes apresentado nas paragens de transportes, mesmo esperando por autocarros, ainda assim não consegue entrar no autocarro devido à desorganização dos usuarios.

A empregada domesy, mostrou-se insatisfeita com os maus serviços apresentados pelo Ministério dos transportes.

“Luanda, é uma província com mais habitantes a nivel de Angola, em cada rota tem dois a três autocarros, não pode, queremos mais” desabafou a senhora Arlinda.

Um dos motoristas da transportadora, que preferiu o anonimato, adiantou que tais transtornos são frutos da escassez de autocarros e falta de manutenção dos já existentes.

Com o aumento de novos 123 autocarros, já em circulação desde a manhã desta Quinta-feira, 05, prevê-se que algumas necessidades dos utentes nas paragens de transportes públicos sejam melhoradas nos próximos dias.

Por: Anacleta de Olivera