Em DestaquePolítica

“Jovens tornam-se reféns de partidos políticos”

Depois da última manifestação que se realizou em Luanda, aos 24 de Outubro, liderada pelo maior partido da oposição, UNITA, a sociedade jovem tem estado envolvida, activamente, por intermédio das redes sociais, na luta pelo direito às melhores condições de vida.


De acordo o formando em Ciências Políticas, Salgueiro Catchanga, o comportamento actual da juventude deve-se ao facto de eles perceberem que os dois maiores partidos políticos em Angola têm políticas em que ele, os jovens, não se revejam.

Contudo, Salgueiro afirma que, os dois maiores partidos políticos angolanos estão a aliciar a juventude para que se reveja mais num partido do que do outro, o que tem causado uma disputa política entre os dois.
“Há aqui uma disputa entre os dois, e a juventude torna-se refém, porque todo jovem que, nesse momento, se enquadra na UNITA é conotado como frustrado, e todo jovem que se enquadra no MPLA é conotado como atrasado e sem visão, disse Salgueiro.
De recordar que, ainda há uma outra manifestação prevista para o dia 11 de Novembro, que será realizada a nível nacional, para exigir melhores condições de vida, de acordo os promotores.