Em DestaqueFlashPolítica

L.Norte: Malianos burlam mais de dez milhões de kwanzas ao Estado com a energia de “geradores”

Os vulgos Empresários malianos e senegaleses, na província da Lunda-Norte, são apontados como os principais burladores do Estado angolano naquela região, especificamente, no município de Lukapa, através do comércio ilegal de energia.

De acordo com a nossa fonte, os tais Empresários facturam mensalmente um valor na ordem de 10.000.000.00 (Dez Milhões de Kwanzas), isto é, sem pagamento de impostos ou qualquer outra prestação legal.

A população daquele município, prossegue a fonte, já anda cansada e agastada com a situação que alegadamente já é do domínio Administração local. Por outro lado, a população acusa mesmo os funcionários daquele aparelho do Estado- Administração Local- de serem cúmplices de tais Empresários que, infelizmente, empobrecem aqueles petises.

Outrossim, o Jornal “O PRIMEIRO” soube também que a falta de energia da rede pública na região, não obstante, levou os tais Empresários- malianos e senegaleses– a criar empresas supostamente fantasmas para que, através de geradores, possam distribuir à população no valor que ronda entre 200.000.00 a 400.000.00 (Duzentos à Quatrocentos Mil Kwanzas), mês.

Matéria em continuação…
Continue nos acompanhando…